como é feito o tratamento

Antes do tratamento é importante realizar uma avaliação clínica para que a indicação seja adequada e as contra-indicações possam ser excluídas.

O Tratamento Extracorpóreo por Ondas de Choque (TEOC) é um método não invasivo, ambulatorial e, portanto, não necessita de cirurgia ou hospitalização. Os pacientes podem deixar o CTOC após o final de cada sessão do tratamento.

 

Para iniciar a aplicação, o equipamento é posicionado diretamente na área a ser tratada. Se necessários exames de Raio-X ou Ultrassom são empregados para a localização (ex: calcificações em ombro). Durante o tratamento, o paciente permanece sentado ou deitado (dependendo da área a ser tratada). Em geral, preparação e tratamento levam entre 20 e 40 minutos, podendo ser repetido algumas vezes.

 

O tratamento consiste em administrar um número determinado de pulsos (ou ondas de choque). À medida que o tratamento evolui, o especialista gradua o nível de energia e a velocidade dos pulsos, até alcançar níveis terapêuticos. Dessa forma, o paciente pode experimentar o fenômeno da analgesia por hiperestimulação.

 

Pelo que se conhece hoje, não há efeitos colaterais sérios, exceto em raros casos nos quais podem ser observados edema de curta duração e pequenos hematomas.