o que é uma onda de choque

Ondas de choque são originadas por vários tipos de geradores: pneumáticos, eletromagnéticos, piezo-elétricos ou eletromecânicos. As ondas produzidas por essas técnicas podem ser focalizadas ou radiais, de acordo com sua propriedade de convergirem ou não para um ponto denominado foco ou, simplesmente, ponto "F2".

De uma maneira geral, as ondas de choque são acústicas que, através de princípios diferentes, são geradas e convertidas em ondas de pressão.

 

Em nível dos efeitos no tecido, não é possível discriminar como a onda foi gerada. Em geral, a habilidade e o preparo do profissional que aplica a TEOC com esse tipo de equipamento é fundamental.

 

 

Princípio pneumático - Ondas Radiais e "Focalizadas"

 As ondas de choque radiais (também denominadas de "balísticas") foram desenvolvidas a partir da terceira lei de Isaac Newton, de 1682. Em síntese, a energia física produzida sob a forma de ondas acústicas é perfeitamente controlada e transmitida ao tecido por aplicadores especialmente desenvolvidos que permitem direcioná-las à região a ser tratada.

 

Princípio eletro-hidráulico

Por meio do emprego de um eletrodo imerso em meio líquido, um pulso elétrico tipo "faísca" (spark) é gerado e, uma vez convertendo a onda sonora em onda mecânica, esta é transferida à região a ser tratada através de uma membrana plástica ou de borracha.

 

Princípio Eletromagnético

Os pulsos eletromagnéticos são gerados por uma resistência especial que, quando submetida a descargas elétricas de curta duração e elevada voltagem, gera um campo magnético que, passando por uma membrana isolada, é transmitido por uma lente acústica ao meio líquido que permite sua transformação em onda mecânica, convergente, que é transferida à região a ser tratada através de membrana plástica.

 

Princípio Piezelétrico

Elementos piezeléticos são compostos de materiais que, quando submetidos a descargas (ou mesmo a supressão repentina destas) sofrem deformação. Com o emprego de uma semi esfera, revestida em seu interior por elementos piezelétricos, as deformações produzidas nestes são convertidas, no meio líquido adjacente, em ondas mecânicas e transferidas para a área a ser tratada através de uma membrana plástica.